Oficina “Invasões na mata do Castelo – Plantas invasoras”


No âmbito das atividades do “Clube Ciência Viva”, realizou-se, no dia 12 de fevereiro, a oficina “Invasões na mata do Castelo – Plantas invasoras”, dirigida aos estudantes do 1.º ano da turma A da Escola Básica do Barrocal, dinamizada pela Doutora Hélia Marchante, da Escola Superior Agrária de Coimbra, com a colaboração das professoras Estefânia Pires e Conceição Abreu.
As espécies invasoras têm proveniência de todas as partes do mundo e adaptam-se às condições da nova área de distribuição por forma a conseguirem multiplicar-se com sucesso, sem intervenção humana, atingindo densidades elevadas e causando impactos negativos. Apesar destas espécies serem cada vez mais frequentes e estarem a proliferar de forma alarmante (por exemplo, acácias e o jacinto-de-água), este tema é desconhecido para a maioria do público em geral.
Nesta atividade, os estudantes aprenderam a identificar algumas plantas invasoras, procederam à construção de um herbário, compreenderam que, ao comprar plantas, se deve dar preferência às nativas, e, optando por exóticas, devem informar-se sobre o seu carácter invasor.
No final, ficou um desafio: os estudantes construírem uma história sobre estas invasões biológicas e divulgarem, junto da comunidade, os perigos da sua disseminação.

Estefânia Pires (Professora de Biologia e Geologia/ Clube “Ciência Viva”)
Maria Conceição Abreu (Professora Titular da turma 1.º A – Escola Básica do Barrocal)