Clube do Desporto Escolar 2019-2020


O Projeto do Desporto Escolar do Agrupamento de Escolas de Pombal contou, no presente ano, com vários grupos-equipa distribuídos pelas modalidades de Atletismo, Basquetebol, Escalada, Futsal e Natação e em vários escalões. Num ano letivo atípico, a participação dos diferentes grupos-equipa ficou-se pelas competições externas realizadas a nível da CLDE, já que os quadros competitivos previstos para as fases regionais e nacionais acabaram por ser cancelados em virtude da atual situação de pandemia. Um agradecimento especial a todos/as os/as 221 alunos/as que participaram nos treinos e nas competições, quer como atletas, quer como árbitros. Esperamos que no próximo ano letivo os treinos e competições possam regressar ao seu funcionamento normal e, claro, contaremos com o vosso regresso ao Clube do Desporto Escolar para representar o Agrupamento de Escolas de Pombal.

A nível interno, o Grupo de Educação Física promoveu as seguintes  atividades: Dia Europeu do Desporto na Escola; Torneio de Basquetebol 3×3; Fase Escola do MegaSprint, MegaSalto, MegaLançamento e MegaKm; Corta-Mato Escolar; Torneios de Futsal dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e ainda do Ensino Secundário em colaboração com a Associação de Estudantes.

O Grupo de Educação Física

Intervenção Precoce na Infância – a experiência da intervenção à distância


A intervenção domiciliária/presencial do serviço de Intervenção Precoce na Infância (IPI) foi suspensa em março, na sequência da pandemia causada pelo COVID 19, tendo sido substituída por formas de intervenção e contacto à distância. Durante este período, as docentes de IPI continuaram a assegurar, com regularidade, o acompanhamento às crianças, dando especial atenção às que se encontram em situação de maior vulnerabilidade e que precisam de um atendimento próximo para suprir as suas desvantagens, respeitando o seu direito a uma aprendizagem diferenciada e de qualidade por forma a que todas possam alcançar o máximo das suas potencialidades.

Nos primeiros anos de vida, por se tratar de um período de maior plasticidade, as crianças encontram-se particularmente suscetíveis a influências externas. A sua saúde e desenvolvimento são fortemente influenciados pelas condições sociais, económicas e ambientais em que nascem e crescem, daí a importância da qualidade dos contextos e das interações para o seu pleno desenvolvimento. O papel das docentes de IPI tem uma dupla abordagem: a criança e as suas aprendizagens e as famílias e o exercício da função parental, procurando garantir que os pais/cuidadores proporcionem experiências e oportunidades que promovam nas crianças a aquisição de competências que lhes permitam participar de forma significativa nas rotinas diárias.

A IPI baseia-se nos seguintes princípios-chave:

  • as crianças aprendem melhor através das experiências diárias com pessoas significativas e em contextos familiares;
  • todas as famílias, com os recursos e o suporte adequados, podem promover a aprendizagem e o desenvolvimento da criança;
  • a necessidade de capacitação, tanto da criança, como da família, com base nos pontos fortes existentes;
  • as necessidades e os interesses da família devem ser considerados pelo profissional de IPI;
  • o processo de intervenção deve ser dinâmico e individualizado para refletir as preferências, os estilos de aprendizagem e as crenças culturais da família;
  • as oportunidades de aprendizagem devem ser identificadas em contexto natural;
  • os objetivos devem ser funcionais e baseados nas necessidades e prioridades da criança e da família.

Foi com base nestes princípios e no modelo de intervenção precoce baseado nas rotinas, já utilizado no formato presencial, que as docentes de IPI encontraram a solução para ir ao encontro das exigências de um formato de intervenção à distância. Este modelo, centrado no funcionamento das crianças nas rotinas do dia a dia e na resposta às necessidades das famílias (algumas acrescidas com o encerramento das escolas), permitiu que, durante este período, os pais recebessem informação, ferramentas e estratégias para trabalharem com os seus filhos, assegurando ambientes seguros e estimulantes para garantir a continuidade da implementação dos objetivos previstos no Plano Individual de Intervenção Precoce. Num momento em que a situação de pandemia provocada pelo COVID-19 nos obrigou a permanecer em casa, procurámos ferramentas, fomos criativas, adequámos estratégias, para continuarmos o nosso trabalho e apoiar as crianças e as famílias a encararem a situação de isolamento como uma oportunidade de passarem mais tempo juntos, a realizarem atividades estimulantes em conjunto e, principalmente, a garantir um atendimento de qualidade para as crianças e famílias.

O resultado da intervenção não depende de onde intervimos, mas sim como intervimos!

A intervenção nos primeiros anos de vida é decisiva para o desenvolvimento global da criança. O nosso olhar atento é um dever… É importante não esperar para intervir!

Pel’A Equipa,

Carla Araújo

Projeto FITescola®: Grupo de Educação Física rastreia alunos do AEP


Inserido no Projeto FITescola® (projeto de educação e avaliação da aptidão física relacionada com a saúde), o Grupo de Educação Física realizou, mais um ano, o rastreio dos alunos das Escolas Básica Marquês de Pombal e Secundária de Pombal. Este rastreio incidiu na avaliação da composição corporal (determinação do Índice de Massa Corporal – IMC), da aptidão aeróbia (aplicação do teste do vai e vem) e da aptidão muscular (aplicação do teste de impulsão horizontal), tendo sido realizado em 2 momentos, num total de 4435 testes.

Os resultados alcançados indicaram que: 77% dos alunos rastreados apresentam um IMC dentro da Zona Saudável; que ao nível da aptidão aeróbia 67% dos alunos se encontram dentro da Zona Saudável da Aptidão Física, dos quais 12% dentro do Perfil Atlético; enquanto que ao nível da aptidão muscular 81% dos avaliados está dentro da Zona Saudável da Aptidão Física, correspondendo 8% ao Perfil Atlético.

Esta avaliação permitiu, por outro lado, fazer o levantamento de eventuais situações de risco que depois de identificadas foram propostas para encaminhamento para a entidade parceira, o Centro de Saúde de Pombal.

O Coordenador do projeto, Arlindo Araújo

1.º Prémio EB de Barrocal – Programa Bandeira Azul 2020 – Concurso Mensagem de Sensibilização Ambiental


O Município de Pombal promoveu a atividade “Mensagens de Sensibilização Ambiental”, no âmbito da candidatura da Praia do Osso da Baleia ao Programa Bandeira Azul 2020 – “Bem-Estar é um lugar à Beira Mar” que decorreu de 14 de maio a 5 de junho.

Dirigida a um público alvo muito abrangente, consistiu na criação de materiais de sensibilização ambiental diversificados, com o objetivo de sensibilizar a população para a necessidade de adoção de boas práticas ambientais, de modo a contribuirmos ativamente para a preservação e melhoria do ambiente.

A aluna Violeta das Neves Silva, aluna do 1.o Ano, da Escola EB do Barrocal conquistou o 1.o Prémio na Categoria “Pré-escolar e 1.o Ciclo”.

A aluna, a turma, os seus familiares e a escola estão de parabéns porque mesmo em período de pandemia se mantiveram ativos, através do trabalho colaborativo e sensibilidade às questões ambientais.

A partir do dia 06.07.2020, todos os trabalhos ficarão expostos na Praia do Osso da Baleia, durante a época balnear de 2020.

 

A Docente

Concurso Uma Aventura – Menção Honrosa


No âmbito da disciplina de Português, a aluna Lívia Oliveira, nº11, do 5ºE, recebeu uma Menção Honrosa pela sua participação no Concurso Uma Aventura… Literária 2020, promovido pela Editorial  Caminho, na modalidade de Texto Original.

Paula Gonçalves
Professora de Português

As novas tecnologias e os jovens


Na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, os alunos do 6.º A trabalharam, durante o terceiro período, no âmbito da Saúde, comportamentos, aditivos e dependências sem substância, mais frequentes, nomeadamente os videojogos, a internet e o telemóvel. Os alunos foram levados a refletir sobre as consequências desta dependência a nível físico, psicológico, familiar, social e escolar. A professora da disciplina e os alunos consideraram importante esta reflexão principalmente numa fase em que o Ensino à Distância nos obriga a recorrer sistematicamente a plataformas digitais. Do trabalho realizado pelos alunos, resultaram slogans muito interessantes, que decidimos partilhar, com a esperança de contribuir para sensibilizar sobre o uso exagerado das tecnologias.

A internet é como o tabaco, usas/abusas não sais mais, então vai brincar com os teus amigos ou com os teus animais. (Gonçalo Lopes Ladeira)

Não fiques escondido em casa com a tecnologia, fica antes a jogar às escondidas na rua com os teus amigos. (Catarina Francisco)

Excesso de tecnologia faz mal à saúde! (Jhennifer Chagas)

Tecnologia sim, viciado não! (Núria Caetano)

Tecnologia com limites para que nunca te irrites! (Tiago Machado)

Tecnologia ou vida com alegria! (Patrícia Rosa)

Dependência na tecnologia não vos elogia. (Mafalda Domingues)

Tecnologia é boa, quando não é demais. (Carolina Silva)

Queres ser bom aluno? Queres dormir bem? Queres ser saudável? Então larga a tecnologia e vai para a rua brincar! (Clara Soares)

Larga a tecnologia e aproveita a vida! (Joana Ferreira)

Tudo é importante, mas há que tomar consciência dos limites. HÁ VIDA PARA ALÉM DA TECNOLOGIA! (Marta Gomes)

Jogar com moderação faz bem ao coração, com dependência é que não! (David Lourenço)

Nunca deixes que um computador te tire a felicidade de brincar na rua. (Tiago Francisco)

Para de ser dependente da tecnologia, sê dependente da família! (Beatriz Graça)

Sê inteligente e não vivas em função da internet, pela tua independência! (Sara Silva)

Siga com uma vida saudável, siga sem tecnologias. (Catarina Paço)

Deixa a tecnologia e vem para a rua gastar a tua energia! (Tomás Silva)

 

Votos de umas boas férias, com tecnologia na dose certa !!!

Prof.ª Fátima Pessa e os alunos do 6.º A