Covid-19



Informação semanal

Informação 2 de dezembro 2020

O AEP registou mais oito novos casos de alunos que testaram positivo para a Covid-19,  entre os dias 24 de novembro e 01 de dezembro, e um docente.
O número total de casos confirmados sobe, assim,  para trinta e três,  desde o início das atividades letivas.
Os novos casos ocorreram em várias escolas do Agrupamento, nomeadamente:
–  Quatro alunos da Escola Secundária;
–  Um aluno da EB Conde Castelo Melhor;
–  Um aluno da EB Barrocal;
–  Dois alunos da EB Pombal.
–  O número de casos recuperados também subiu para nove.
De acordo com o Plano de Contingência, o AEP, seguiu as orientações da Autoridade de Saúde Local que, de acordo com a avaliação de “risco” efetuada, decidiu a amplitude das medidas individuais e coletivas a adotar.
Todos os casos resultam de contágios fora do contexto educativo.

.
.

Informação 24 de novembro 2020

O AEP registou mais seis casos de alunos que testaram positivo para a Covid-19,  entre os dias 18 e 23 de novembro.
O número total de casos confirmados sobe, assim,  para vinte e quatro,  desde o início das atividades letivas.
Os novos casos ocorreram em várias escolas do Agrupamento, nomeadamente:
–  Dois alunos da Escola Secundária;
–  Dois alunos da EB Marquês de Pombal;
–  Um aluno da EB Conde Castelo Melhor;
–  Um aluno da EB Pombal.
–  O número de casos recuperados também subiu para oito.
De acordo com o Plano de Contingência, o AEP, seguiu as orientações da Autoridade de Saúde Local que, de acordo com a avaliação de “risco” efetuada, decidiu a amplitude das medidas individuais e coletivas a adotar.
Registe-se ainda que todos estes casos resultam de contágios fora do contexto educativo.

.
.

Informação 18 de novembro 2020

O AEP registou mais sete casos de alunos que testaram positivo para a Covid-19 e um assistente técnico, entre os dias 11 e 17 de novembro.
O número total de casos positivos para a Covid-19 na comunidade educativa, desde o início das atividades letivas, sobe para 18, a saber:
– Oito alunos, um assistente operacional e um assistente técnico na Escola Secundária;
– Quatro alunos da EB Marquês de Pombal;
– Um aluno da EB Conde Castelo Melhor;
– Um aluno da EB Redinha;
– Um aluno da EB Pombal;
– Uma auxiliar de ação educativa do Centro Escolar de Almagreira.
-Quatro destes casos já se encontram recuperados.
De acordo com o Plano de Contingência, o AEP, seguiu as orientações da Autoridade de Saúde Local que, de acordo com a avaliação de “risco” efetuada, decidiu a amplitude das medidas individuais e coletivas a adotar.
Registe-se ainda que todos estes casos resultam de contágios fora do contexto educativo.
.

.

Informação 10 de novembro 2020

A confirmação de um caso positivo de Covid-19 numa auxiliar de ação educativa, levou ao encerramento temporário do Centro Escolar de Almagreira, prevendo-se que sejam retomadas as atividades letivas a partir do dia 16 de novembro.
Esta ocorrência e a confirmação de dois casos positivos de alunos da Escola Básica Marquês de Pombal, um no passado fim de semana e outro já no dia de hoje, cifra em 10, o total de casos positivos para a Covid-19 no AEP, desde o início do ano letivo, nomeadamente:
-Seis alunos e um assistente operacional da Escola Secundária;
– Dois alunos da EB Marquês de Pombal;
– Uma auxiliar de ação educativa do Centro Escolar de Almagreira.
De acordo com o Plano de Contingência, o AEP, seguiu as orientações da Autoridade de Saúde Local que, de acordo com a avaliação de “risco” efetuada, decidiu a amplitude das medidas individuais e coletivas a adotar.
Registe-se ainda que todos estes casos resultam de contágios fora do contexto educativo.
.

.

Informação 05 de novembro 2020

O AEP registou três novos casos de alunos da Escola Secundária de Pombal e um assistente operacional, que testaram positivo para a COVID-19, entre 30 de outubro e inícios de novembro.
Aparentemente sem ligação epidemiológica, estes novos casos, elevam para seis o total de casos confirmados, desde o início das atividades letivas, todos eles na Escola Secundária.
De acordo com o Plano de Contingência, o AEP, seguiu as orientações da Autoridade de Saúde Local que, de acordo com a avaliação de “risco” efetuada, decide a amplitude das medidas individuais e coletivas a adotar.

.

Informação 16 de outubro 2020

Desde o início das aulas até à presente data, dois alunos da Escola Secundária de Pombal, testaram positivo para a Covid-19.Os dois casos confirmados, sem ligação epidemiológica entre eles, ocorreram no mês de outubro.
O AEP ativou o seu plano de Contingência, seguindo as orientações da Autoridade de Saúde Local que, de acordo com a avaliação de “risco” efetuada, decidiu a amplitude das medidas individuais e coletivas a adotar.
Registe-se que todos os casos próximos, “suspeitos”, testaram negativo, regressando às aulas por indicação da Autoridade de Saúde Local.

TOP


Recomendações

TOP

Plano de contingência

O presente documento visa a atualização do Plano de Contingência para a COVID-19, tem por base as orientações 006/2020 da Direção-Geral da Saúde (DGS), o Despacho n.º 2836-A/2020, de 02/03/2020, as orientações 2020/2021 emitidas pela Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) e pela DGS para a organização do ano letivo 2020/2021 e para a Reabertura da Educação Pré-Escolar, bem como a Resolução do Conselho de Ministros nº53-D/2020, com previsão de que o próximo ano letivo terá início na semana de 14 a 17 de setembro, com atividades letivas, não letivas e formativas presenciais para todas as crianças e alunos.

 

Atendendo à incerteza quanto à evolução da pandemia da COVID-19, pretende-se programar, atempadamente, o ano letivo, dando prioridade à prevenção da doença e à minimização do risco de transmissão, garantindo condições de segurança e higiene nos estabelecimentos do Agrupamento de Escolas de Pombal, através da adoção de um conjunto de medidas preventivas, que permitam a deteção precoce de eventuais casos suspeitos, rápida e adequada gestão dos mesmos, em articulação, sempre, com a autoridade de saúde local, sem, no entanto, perder de vista, a importância das aprendizagens e o desenvolvimento das crianças e dos adolescentes, bem como o seu bem-estar.

Consulte aqui o documento.

TOP

FAQ's

No caso de surgirem sintomas num aluno dentro do espaço escolar, quem fará o primeiro contacto com o SNS 24?

De acordo com o Plano de Contingência, será o coordenador de estabelecimento (Equipa Operativa) a contactar o Encarregado de Educação que, já na escola e junto do seu educando, irá contactar o SNS 24. No caso do Encarregado de Educação estar impedido de se deslocar à escola (com brevidade), poderá autorizar a escola a fazer esse contacto. No caso de não se conseguir estabelecer contacto com o Encarregado de Educação ou o(s) seu(s) representante(s), será a Direção do Agrupamento a autorizar esse contacto pela escola.

 

Como é que vai ser mantida a distância nas salas da EB Marquês de Pombal?

De acordo com o preconizado no Referencial e no Plano de Contingência (alínea i) do ponto 1.2 da organização dos espaços), “(…) sempre que possível, deve garantir-se um distanciamento físico de 1 metro entre alunos e alunos/ docentes, sem comprometer o normal funcionamento das atividades letivas”.

 

Será importante que haja sabão para permitir a correta lavagem das mãos.

O material para higienização e desinfeção das mãos com sabão líquido/ solução antissética de base alcoólica (SABA) está disponibilizado, no entanto, no caso de os alunos verificarem a falta do mesmo, deverão comunicar a situação ao Assistente Operacional que se encontre na proximidade.

 

Irá haver medição de febre?

No Agrupamento não se procederá à medição da temperatura corporal, de forma sistemática, à entrada de cada estabelecimento de ensino, respeitando-se o preconizado pela Comissão Nacional da Proteção de Dados. A medição da temperatura corporal só será realizada caso se verifique o aparecimento de sintomatologia.

 

Nas aulas de Educação Física como será?

Na disciplina de Educação Física foram elaboradas um conjunto de medidas/regras que foram divulgadas aos alunos, pelo docente da disciplina, no início do ano letivo.

 

Existe a possibilidade de os alunos levarem comida de casa e aquecerem no refeitório?

Existe a possibilidade dos alunos trazerem o almoço de casa para consumirem na escola. No caso da Escola Básica Marquês de Pombal, o consumo dessas refeições é feito na sala de convívio dos alunos e não será possível o aquecimento das mesmas. Na Escola Secundária de Pombal há a possibilidade de aquecerem a refeição no microondas e fazerem o consumo da mesma na “passerelle”, em frente ao bar/ bufete. Estas refeições devem ser saudáveis, não sendo permitido o consumo de fastfood no recinto escolar.

 

Os alunos não tomarão banho?

Na elaboração dos horários procurou-se, sempre que possível, distribuir as aulas de Educação Física pelo(s) último(s) tempo(s) da manhã/ tarde e os alunos foram aconselhados a não tomarem banho nos balneários.

 

A escola irá disponibilizar o Plano de Contingência?

O site do Agrupamento de Escolas de Pombal  disponibilizará informação atualizada sobre a COVID-19 e o Plano de Contingência já está acessível para toda a comunidade educativa.

 

Onde os alunos podem lanchar?

É aconselhável os alunos trazerem um lanche de casa que, sempre que possível, deverá ser consumido ao ar livre, devendo os alunos distanciar-se dois metros até terminarem o lanche. No entanto, não sendo possível, os alunos dispõem das áreas comuns para o fazer (sala de convívio, passerelle, espaço memória,…)

 

Com sintomas de gripe e sem febre, vai à escola?

Os alunos não devem deslocar-se para a escola com quaisquer sintomas, já que há sinais e sintomas comuns à gripe e à COVID-19.

 

Como são justificadas as faltas de alunos com sintomas?

As faltas devem ser justificadas nos mesmos moldes dos anos anteriores (caderneta ou, no caso dos alunos do Secundário, documento da papelaria e/ou comprovativo médico).

TOP