Luta contra a desinformação


Junte-se a nós, candidatos do Processo de RVCC e formandos do PLA (B1 e B2) numa palestra esclarecedora sobre o fenómeno das fake news. Descubra como identificar notícias falsas, entender seu impacto na sociedade e aprender estratégias eficazes para combater a desinformação.

Palestrante: Carlos S. Almeida – Jornal Região de Leiria

Data: 16 de maio 2024

Horário: 20:00 horas

Local: Auditório Gabriela Coelho na ESP.

Videoconferência – “Há des cá bir! Ou porque é que escrever bem não consiste apenas em evitar erros ortográficos”


No dia 25 de outubro de 2022, no Auditório Dra. Gabriela Coelho da Escola Secundária de Pombal, decorreu uma Videoconferência intitulada “HÁ DES CÁ BIR! ou porque é que escrever bem não consiste apenas em evitar erros ortográficos”, teve como orador o Professor Doutor Paulo Nunes da Silva, da Universidade Aberta.

Esta Videoconferência integra-se numa parceria dos Centros Qualifica de Anadia, Ansião, Cantanhede, Pombal, Sertã e Vagos com a Universidade Aberta.

O Professor Paulo Silva, através de um discurso acessível e objetivo, deu a conhecer a importância do saber escrever e dos erros habitualmente cometidos. Não propriamente os erros ortográficos, mas principalmente a estarmos atentos a outras competências, como a seguir se referirá. Tratou-se sobretudo de uma reflexão sobre a expressão escrita em contexto escolar e académico.

Assim, devemos ter em conta alguns aspetos quando redigimos um texto. Utilizar/redigir frases curtas, que não ultrapassem as 2/3 linhas; ordenar e articular as ideias do texto; ter presente/compreender a gramática, o estilo, a estruturação e o conteúdo, pois “Um bom texto é gramaticalmente correto, estilística e estruturalmente adequado.”; evitar erros gramaticais e erros de sintaxe. Importante também, ler e reler várias vezes e de preferência em voz alta. Isto, determina a qualidade do texto que se escreve. Evitar repetições e sonoridades.

No que respeita à estruturação de um texto, a ordenação, o parágrafo e uma boa articulação das ideias entre si, são aspetos a reter, bem como a importância dos conetores, pois como dizia o Professor Paulo Silva, “Quem escreve bem, usa muito os conetores”.

Na redação de um texto/trabalho há que ter presente três fases: planificar, redigir e rever.

Cada um terá o seu próprio estilo mais ou menos formal, técnico ou neutro, pessoal ou impessoal de acordo com a situação e o contexto em que o mesmo se insere.

Esta sessão alertou e ensinou para a importância do saber escrever e dos erros a evitar.

Os formandos do curso EFA escolar – nível secundário

2021-2022 – Balanço


Como poderemos preparar-nos a nós mesmos e aos nossos filhos para um mundo de transformações inéditas e incertezas radicais?

Yuval Harari

Chegou o tempo para avaliar o caminho  de um ano de conquistas, desafios e oportunidades de melhoria.

Procurámos não deixar ninguém para trás.

Apoiámos no desenvolvimento  na autoconsciência de potencialidades e de literacias através da realização  do processo de RVCC; deligenciámos no sentido da plena integração de cidadãos estrangeiros com a criação de cursos de PLA e possibilitámos a transição para o ensino superior com o curso EFA escolar de nível secundário,..

Apoiados numa rede de parcerias, a  todos propocionámos momentos de reflexão, de desenvolvimento de uma consciência humana num mundo cada vez mais dominado(r) pela tecnologia.

Obrigada  pelo contributo de cada um para o cumprimento da nossa missão e BOAS FÉRIAS!

Cristina Costa – Coordenadora do Centro Qualifica

Sons e Sabores da Multiculturalidade


O conhecimento da língua portuguesa é essencial para uma plena integração dos imigrantes que escolheram Pombal para trazer tranquilidade à sua história de vida. Assim, no dia 13 de junho de 2022, celebrámos o final de mais um curso de Português Língua de Acolhimento (PLA).

Retomámos a atividade “Sons e Sabores da Multiculturalidade” pois acreditamos que os sons e os sabores ajudam a construir pontes no meio da diversidade linguística e cultural.

Cristina Costa – Coordenadora do Centro Qualifica

“6 ao Centro”- Energia nuclear como passo intermédio para a transição energética.


A energia nuclear é a mais controversa de todas as fontes de energia. O sonho dos anos 1950 de uma energia limpa e barata transformou-se em pesadelo com os acidentes de Three Mile Island, Tchernobyl e Fukushima, que trouxeram de volta os fantasmas de Hiroshima e Nagasaki.

E no entanto a energia nuclear é a menos poluente de todas as fontes de energia, abaixo até da solar e da eólica, e com fatalidades que, tudo somado, estão ao nível daquelas e bem abaixo das mortes por doenças pulmonares originadas na energia fóssil.

Mas o bem maior da energia nuclear é a sua capacidade para agir como regulador dos fluxos renováveis, injetando ou retirando da rede elétrica o necessário para fazer encontrar a oferta e a procura de eletricidade.

Num mundo em que é cada vez mais evidente que o futuro terá de ser elétrico e movido a fontes renováveis, o nuclear pode jogar um papel fundamental no controle das intermitências dessas fontes e assim agir como tecnologia de transição entre o passado carbónico e um futuro limpo, até que as intermitências sejam resolvidas.

Se quer saber mais sobre estes desafios que a atualidade nos impõe, inscreva-se até 30 de maio através do link: https://forms.gle/H7ggEC8KDyw5MuEa9

Acompanhe este evento no Facebook através do link https://fb.me/e/1MXoD9kXX

Organização: Centros Locais de Aprendizagem da Universidade Aberta em Ansião e em Cantanhede e Centro Qualifica do Agrupamento de Escolas de Anadia; com o apoio dos Centros Qualifica do Agrupamento de Escolas Lima-de-Faria (Cantanhede), Pombal, Sertã, da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos e da Escola Tecnológica e Profissional de Sicó.

Dúnia Palricas – CLA de Ansião

PLA para a integração


Procurando apoiar na integração de refugiados ucranianos, o Centro Qualifica do Agrupamento de Escolas de Pombal articulou com o Gabinete de Acolhimento à Comunidade de Ucranianos do Município de Pombal, e promoveu a criação de um curso de Português Língua e Acolhimento (PLA). Rapidamente foi autorizada a contratação de uma professora e, no passado dia 9 de maio, 18 formandos deram início a um percurso formativo de 150 horas que lhes irá conferir o nível A1 e A2 do domínio da língua de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência (QECR). Até finais do mês de julho, prevê-se que desenvolvam competências de expressão e compreensão da língua portuguesa que lhes facilitem a integração social, profissional e cívica na nossa sociedade.

A docente, Susete Bicho, destaca que “apesar de ser uma experiência completamente nova, este desafio tem-se revelado extremamente desafiante e gratificante, pois os formandos são muito cordiais, sociáveis, curiosos e empenhados, o que se tem refletido na sua rápida evolução e aprendizagem”.

Cristina Costa – Coordenadora do Centro Qualifica

 

Pombal – um concelho sustentável


Propomos um  olhar sobre o concelho de Pombal, focando de modo particular  as práticas voltadas para a melhoria da qualidade de vida da  sua população, o desenvolvimento económico tendo em conta a preservação do meio ambiente. 

Esta descoberta será conduzida pela Vice-Presidente da Câmara Municipal de Pombal na quarta-feira, dia 26 de janeiro, às 20:00, no auditório  Dra Gabriela Coelho – Escola Secundária de Pombal, tendo a duração prevista de 1h.

Junte-se a nós!

Cristina Costa – Coordenadora do Centro Qualifica

Semana da Formação Financeira 2021 – sessão “Literacia Financeira: ABC da Poupança”


No dia 22 de novembro, no âmbito da participação do nosso agrupamento na iniciativa Semana da Formação Financeira 2021, realizaram-se, no Auditório da Escola EB2,3 Marquês de Pombal, quatro sessões sobre “Literacia Financeira: ABC da Poupança”, dinamizadas pela Dra. Isa Tudela da DECOjovem –  programa de educação do consumidor, promovido pela DECO, dirigido às escolas. Esta sessão foi dirigida a todas as turmas do 7.º ano do nosso Agrupamento e decorreram no âmbito da disciplina de matemática, enquadradas no tema “Números e Operações”.

Os alunos foram sensibilizados para a importância de poupar, ficaram a conhecer as várias formas de economizar e de gerir as poupanças, dotando-os de algumas competências para aplicarem no seu quotidiano. Foi, também, dado um grande destaque ao orçamento familiar, para que os alunos tivessem uma maior perceção dos gastos familiares, sensibilizando-os para o envolvimento na construção do orçamento familiar e para, desde cedo, começarem a poupar.

Os alunos participaram com entusiasmo nas sessões, sendo capazes de dar reposta à questão: “Poupar para quê?”. Aprenderam que no ato de poupar devemos ter três cestos : “cesto da segurança” (cesto que nos salva numa emergência), “ cesto dos sonhos” (cesto para comprarmos o que gostamos) e “cesto do futuro” (cesto para termos ou fazermos algo no futuro).

A iniciativa da Semana da Formação Financeira pode ser consultada no site: Comemoração da Semana da Formação Financeira 2021 | Todos Contam. O trabalho desenvolvido pela DECOjovem junto das escolas pode ser consultado no site:  DECOJovem, Consumidores para o Futuro.

Uma viagem pelas aprendizagens da sessão: https://read.bookcreator.com/HcLWhp80gjbHrnOjLbi9AyZE7UH3/-TR7vhgzQb2Oon1xxMo4tw

Uma palavra de agradecimento à DECOjovem pela disponibilidade para realizar as quatro sessões, presencialmente, a todos os assistentes operacionais que colaboraram, à Junta de Freguesia de Pombal e ao Centro Qualifica do nosso agrupamento que prontamente colaborou com uma pequena lembrança para a oradora.

Ana Francisco

Formandos de Português Língua de Acolhimento visitam a Casa Varela


No passado dia 18 de novembro, nós, formandos de Português Língua de Acolhimento do Centro Qualifica, fomos visitar a exposição na Casa Varela com a nossa formadora, Gina Ribeiro.

Apreciámos as fotografias do artista Carlos Calika que nos fez descobrir a cidade e mostrou a sua evolução através do tempo, com emoção e sensibilidade.

Assistimos também à projeção de um vídeo com imagens muito bonitas da cidade, no presente, justapostas a imagens do passado. De seguida, visitámos o edifício que data de 1930 com três pisos. A Casa Varela acolhe e apoia artistas nacionais e estrangeiros para desenvolverem os seus projetos, como explicou Agda Baeta.

Fomos muito bem recebidos e gostámos da visita que nos permitiu conhecer melhor a cidade que nos acolhe – Pombal.

Após a visita, regressámos à Escola Secundária e festejámos o aniversário da colega Uliana Melnychuck, cantando-lhe os parabéns em português.

 

Texto elaborado pelos formandos de Português Língua de Acolhimento, com a colaboração da formadora Gina Ribeiro.