“De mãos dadas com o Planeta”


Porque no contato com a natureza e com o meio ambiente se desperta a curiosidade, o interesse, surgem aprendizagens livres e espontâneas, nasce também o gosto e o desejo de a preservar.

Nesse sentido fomos à descoberta da primavera e da sua beleza e de tudo o que nos oferece.

No exercício de uma cidadania ativa plantámos árvores com a colaboração do Município de Pombal e da Junta de Freguesia de Almagreira, no sentido de deixar o nosso contributo para preservação e qualidade do meio ambiente.

Atividades da área do Conhecimento do Mundo, no âmbito do desenvolvimento sustentável – “De mãos dadas com o Planeta”.

As crianças do JI Assanha da Paz

Educadora

Mª João Ferreira

Grupo de Intervenção Precoce na Infância assinala Dia Mundial do Sono


A alteração na rotina familiar e a falta de socialização durante o período de confinamento, aliadas a um aumento da exposição aos ecrãs, provocaram, em muitas famílias, alterações no sono das crianças.

Na comemoração do Dia Mundial do Sono, que este ano se assinalou a 19 de março, o grupo de Intervenção Precoce na Infância partilhou, com as famílias das crianças acompanhadas e docentes do grupo da educação pré-escolar, uma publicação que visa sensibilizar os pais para a importância do sono no bem-estar e saúde das crianças. Nesta publicação, para além de informações e recomendações, os pais poderão ainda encontrar algumas estratégias para ajudar as crianças a dormir melhor.

Os bons hábitos de sono na infância são essenciais para um bom desenvolvimento cognitivo, comportamental, emocional e físico. A ausência de hábitos de sono adequados tem repercussões no comportamento da criança, com consequência na vida familiar. Quando não dormem o tempo necessário, o comportamento das crianças sofre alterações: maior irritabilidade, mais cansaço, menor capacidade de atenção e concentração, afetando o seu desempenho escolar e desenvolvimento geral.

Torna-se, pois, prioritário promover rotinas e hábitos de sono. O Dia Mundial do Sono é uma iniciativa da Associação Mundial de Medicina do Sono, que se comemora anualmente, e que tem como objetivo celebrar o sono e alertar para importância do sono regular diário.

Bons sonhos!

E@D – Pré-escolar


Olá

Cá estamos com uma nova noticia desta vez, sobre “as nossas andanças”. É verdade, vivenciámos mais um período de ensino à distância, E@D, estivemos em casa. Dividimo-nos entre a continuidade das aprendizagens realizadas no JI e as rotinas diárias na família.

Nem imaginam o que fizemos! Explorámos cada um dos cantos da casa. Ajudámos a preparar refeições saborosas e sobremesas originais. Produzimos teatros, magia e experiências. Usámos disfarces, bem engraçados. Elaborámos, fantásticas, construções em 3D. Lemos e contámos histórias. Não ficámos parados. Sabemos que a atividade física é fundamental para a saúde e bem-estar fizemos, também, caminhadas e passeios de bicicleta.

Cuidámos da horta, plantámos morangos, semeámos batatas e lavámos o carro do pai. Ainda tivemos tempo para brincar com o cão e alimentar os cabritinhos.

Uff…exaustos, mas divertidos!

Regressámos! Estamos prontos para continuarmos os desafios e abraçarmos as novidades, agora no jardim de infância.

Educadora

Aidé dos Santos

Sala A do JI do CE de Almagreira

“Tardes com Ciência”


As crianças da turma A do ensino pré – escolar da EB de Louriçal, durante o período E@D, deram continuidade às aprendizagens na área das ciências experimentais – “Tardes com Ciência”.

A realização das experiências – “ O que flutua e o que não flutua”   e   “A Cor das Flores” permitiu – lhes desfrutar de ocasiões de investigação e descoberta na área do Conhecimento do Mundo e realizar aprendizagens ao nível da introdução à metodologia científica –  Experimentar, recolher informação, organizar, analisar a informação, chegar a conclusões e comunicá-las.

A educadora

Mª Palmira Rocha

 

Dia da Floresta Autóctone


Dia da Floresta Autóctone na EB de Louriçal

A 23 de novembro celebra-se o Dia da Floresta Autóctone, uma floresta constituída por árvores e arbustos de espécies originárias do nosso território, como os carvalhos, os sobreiros, os castanheiros, as azinheiras, os medronheiros, os azereiros, os loureiros, os azevinhos, os alecrins, entre muitas outras espécies, que estão perfeitamente adaptadas às condições climáticas e do solo.

No âmbito do Programa Eco-Escolas e do Projeto “O Dia Verde”, os alunos da turma A do Jardim de Infância procederam à plantação de carvalhos em articulação e com o apoio da Junta de Freguesia. Os carvalhos foram fruto do cuidado da turma, no ano letivo anterior, no sentido de preservar e não destruir pequenos rebentos de bolotas que germinaram no bosque da escola.

Na escola, os alunos plantaram estacas de alecrim oferecidas pelo Município de Pombal.

Foi, ainda, feita a sensibilização a todos os alunos para a necessidade de preservar e plantar espécies autóctones.

 

A Educadora Titular e as Coordenadoras do Programa Eco-Escolas

Palmira Rocha, Sílvia Oliveira e Adélia Rodrigues

Dia Verde no JI Assanha da Paz


O “Dia Verde” é um projeto que visa potenciar as atividades ao ar livre, segundo as OCEPE (Orientações Curriculares para a Educação Pré Escolar), “O espaço exterior é um local privilegiado para atividades da iniciativa das crianças que, ao brincar, têm a possibilidade de desenvolver diversas formas de interação social e de contacto e exploração de materiais naturais (pedras, folhas, plantas, paus, areia, terra, água, etc.) que, por sua vez, podem ser trazidos para a sala e ser objeto de outras explorações e utilizações.”

E é isso que fazemos no JI de Assanha da Paz onde este dia é sempre esperado com muito entusiasmo.

Com os materiais naturais que recolhemos criamos as “caixas da natureza” que exploramos livremente e que servem também de suporte a outras atividades, nomeadamente neste caso, ao “Projeto Nacional das Artes” onde criamos verdadeiras obras de arte, e ao projeto “Tardes com Ciência” onde realizamos uma experiência em que aprendemos quais os materiais que flutuam e os que não flutuam e que afundam.

No trabalho/atividades desenvolvidas é visível a transversalidade que carateriza a educação pré-escolar.

 

A educadora

Mª João Ferreira

 

Magusto do Jardim de Infância de Pombal


Logo pela manhã, enquanto não chove e o sol lá vai espreitando por entre as nuvens, quatro turmas do pré-escolar seguem rumo ao quintal, já seu conhecido, equipadas com castanhas e caruma.

Alegria, espanto, surpresa era o que se via nos rostos das crianças. O fogo, o fumo e o forte crepitar da caruma e dos ramos secos de oliveira fizeram-nos calar para escutar! Provar, comer castanhas quentes e boas… sujar as mãos e enfarruscar uns e outros  foi a brincadeira principal.

Uma manhã bem passada e um magusto à maneira tradicional!

As educadoras

Vamos conhecer a Escola


Os finalistas da educação pré-escolar abriram a Semana Aberta do Agrupamento de Escolas de Pombal, no dia 30 de abril, com a visita às salas do 1º ciclo que em setembro do próximo ano letivo os irão acolher.

Na visita, cada escola integrou as crianças vindas da educação pré-escolar em atividades lúdicas, expressivas e desportivas, não tendo faltado as habituais fichas de trabalho, que os meninos realizaram apoiados pelos colegas do 1º ano de escolaridade.

As coordenadoras de estabelecimento deram a conhecer a nova escola através de visitas guiadas às salas de aula, recreios e restantes espaços educativos. Os docentes bibliotecários foram também parceiros nesta atividade tendo animado os visitantes com histórias contadas e musicadas dando expressão à criatividade e comunicação.

Como lembrança o agrupamento de escolas providenciou a oferta de uma linda caixa de lápis de cera que servirá para dar cor aos muitos sonhos que o novo percurso de vida irá concretizar.

Com vontade e entusiasmo abriu-se um novo ciclo e quebrou-se a ansiedade própria do desconhecido.

Fernanda Duarte