Dia Mundial do Solo


A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu, em 2013,o dia 5 de dezembro como o Dia Mundial do Solo. O mote lançado este ano pela Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO) é: “Pare a erosão do solo, salve o nosso futuro”.

Uma das funções do solo, a que geralmente chamamos terra, é a sustentação da vida na Terra. No entanto, este recurso natural, não renovável à escala humana, tem vindo a ser sujeito a diferentes agressões. Assim, a cada 5 segundos a Terra perde uma quantidade de solo equivalente a um campo de futebol. Ao ritmo atual, mais de 90% dos solos da Terra podem ser degradados até 2050. Estima-se que mais de 10 milhões de pessoas já abandonaram os seus países de origem devido à seca, erosão do solo, desertificação e desmatamento. O setor que faz uso do solo representa quase 25% do total de emissões globais de gases com efeito estufa. Neste sentido, a ONU enfatiza que a sua reabilitação e gestão sustentável é fundamental para combater as alterações climáticas.

Para assinalar este dia e no âmbito da disciplina de ciências naturais e do Clube “Ciência Viva”, os alunos da turma G do 7.º ano participaram com muito entusiasmo em atividades práticas hands-on, nas quais tiveram oportunidade de plantar árvores, observar raízes de plantas, analisar diferentes horizontes superficiais do solo e construir um filtro caseiro para a água.

O objetivo foi sensibilizar os alunos participantes para a importância do solo, como base de sustentação da vida no nosso planeta, nomeadamente como chave para reduzir a migração forçada, mitigar e adaptar às mudanças climáticas, melhorar a nutrição, fornecer água limpa, alcançar a segurança alimentar e preservar a biodiversidade.

Estefânia Pires, Professora de Ciências Naturais
Jorge de Sá, Coordenador do Programa Eco-Escolas

3 de dezembro – Dia Internacional da Pessoa com Deficiência


No dia 3 de dezembro, comemorou-se o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. O grupo de Educação Especial promoveu duas palestras com um atleta paralímpico de natação do Distrito de Leiria, David Carreira, a fim de consciencializar a população escolar para a importância da integração das pessoas com deficiência na sociedade e na escola.

Nesta atividade, que decorreu no Auditório Dr.ª Gabriela Coelho, participaram 6 turmas da Escola Secundária de Pombal. Os alunos foram desafiados a perceber o dia-a-dia de um atleta paralímpico, de forma a motivá-los para uma maior compreensão dos assuntos relativos à deficiência e à mobilização para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar destas pessoas. Pretendeu-se ainda ressalvar a independência e a autonomia das pessoas com deficiência e a criação de condições de inclusão destes cidadãos. Deste modo, no final de cada palestra, alguns alunos questionaram o atleta acerca de algumas questões relativas ao seu dia a dia, tendo mesmo solicitado tirar uma fotografia com o nosso convidado.

Os docentes do grupo de Educação Especial

Turma 1.º Técnico de Desporto


No passado dia 29-11-2019, na aula da disciplina de desportos coletivos, realizada no Pavilhão Eduardo Gomes, a turma do 1.º ano do Curso Profissional Técnico de Desporto contou com a presença do Professor Celso Casinha, um especialista na modalidade de Basquetebol e Diretor Técnico Regional da Associação de Basquetebol de Leiria. Foi uma aula distinta, na qual a turma vivenciou uma outra prática na modalidade com a realização de vários exercícios técnicos de manipulação de bola e em que o Professor Celso Casinha abordou também os conteúdos da tática coletiva ofensiva, nomeadamente a metodologia do ataque e os princípios gerais do ataque de posição. No final desta sessão dedicada ao basquetebol, a turma e o Professor Celso tiveram ainda tempo para dar o grito da turma “E quem nós somos? Desporto, Desporto, Desporto!” Está agendado um segundo encontro do Professor Celso com a turma, para o dia 10-01-2020.

Ricardo Gaspar

NA EB DE LOURIÇAL… Reviver tradições na semana da alimentação!


Comemoramos, na EB de Louriçal, a semana da alimentação/Dia Mundial da Alimentação, no âmbito da alimentação saudável.

Realizamos pesquisas no sentido de conhecer vivências e tradições…Partilhando em todos os momentos a sabedoria dos nossos pais e avós!

Visitamos, num dia, um moinho de água, na Ribeira de Santo Amaro, onde observamos a moagem dos grãos de milho e o produto final, a farinha de milho.

Confecionamos, noutro dia, a tradicional broa de milho e pão de trigo, desde a preparação à cozedura em forno de lenha tradicional, com a colaboração de avós e mães de alunos.

Terminamos com a degustação da saborosa broa e do delicioso pão, na nossa escola, com compotas de frutos da época, maçã e marmelo, em clima de festa por podermos usufruir de tão enriquecedores momentos.

Alunos e docentes

Exposição “Fungos: Heróis ou Vilões?”


Os fungos são seres micro ou macroscópicos presentes no nosso quotidiano. Atualmente, poucas pessoas se dão conta de como se relacionam com os fungos, mas não passa um dia sem que sejamos beneficiados ou prejudicados por estes seres vivos.

Alguns fungos ao instalarem-se no ser humano causam infeções, tais como micoses, candidíase, entre outras. Mas, nem todos os fungos são vilões! Até pode afirmar-se que alguns são verdadeiros heróis. Desde o pão que comemos até à cerveja, são precisos fungos para o seu fabrico. E para aqueles que gostam de refrigerante, o ácido cítrico dessa bebida é produzido por um fungo – o Aspergillus lividus.

Do ponto de vista farmacológico, também são seres de extrema importância pois, a partir deles, são produzidos medicamentos como a penicilina (antibiótico) e a cyclosporina (reduz a rejeição de órgãos transplantados).

Mas afinal, quem são eles? De que maneira se relacionam connosco? Qual a importância desses organismos para o Homem? São heróis ou vilões?

Com o objetivo de conhecer e divulgar estas e outras informações sobre o fascinante mundo dos fungos, os alunos das turmas B, C, F e H do 9.º ano realizaram no âmbito da disciplina de ciências naturais e do Clube “Ciência Viva” um trabalho de pesquisa orientada, com a posterior montagem de uma exposição num dos armários do corredor dos laboratórios de Biologia/Geologia, no 2.º piso da Escola Secundária de Pombal.

Fica o convite, venha espreitar a exposição “Fungos: Heróis ou Vilões?”.

Estefânia Pires, Professora de Ciências Naturais

Literacia Financeira na EB Conde Castelo Melhor


No passado dia 25 de novembro, decorreu na EB Conde Castelo Melhor um conjunto de sessões dinamizadas pela Drª Natacha Pimenta, representante do Banco de Portugal.

Estas sessões, destinadas aos alunos do 3º ano, pretenderam clarificar alguns conceitos e conhecimentos no âmbito das poupanças e dos meios de pagamento. Através de atividades interativas, os alunos ficaram a compreender a evolução histórica da moeda e a reconhecer o euro como a moeda oficial de Portugal e de outros países da Europa, para além de serem alertados para a importância de adquirirem comportamentos financeiramente corretos.

Ao dotar as crianças de aprendizagens relacionadas com o dinheiro e as finanças pessoais, desenvolvendo capacidades técnicas e comportamentais, pretendemos contribuir para uma atuação esclarecida, no presente, e acautelar, no futuro, problemas de natureza financeira ou afins.

Helena Reis